Jonatan, ex-Corinthians, reforça São Caetano na Copa Paulista

Volante estava na Ucrânia quando eclodiu a guerra no país europeu

O São Caetano anunciou, nesta quinta-feira, a chegada do volante Jonatan para a disputa da Copa Paulista de 2022. O atleta estava no futebol ucraniano e veio para o Brasil após o início do conflito no leste europeu.

Com 30 anos, o jogador, revelado pelo Corinthians, já vestiu o uniforme de times como Guaratinguetá, Internacional, Caxias-RS, Ituano, Grêmio Novorizontino, Portuguesa e Criciúma. No futebol internacional, Jonatan atuou por equipes da Ucrânia, Qatar e Grêcia.

▶️ Inscreva-se no canal do ESCANTEIO SP no YouTube: Escanteio SP

Conhecido pela sua forte marcação, o volante está animado com sua chegada no Azulão: “O São Caetano é um time de camisa forte e ainda com muito respeito no cenário nacional. Temos que nos entregar dentro de campo para alça-lo a níveis mais altos e isso é só com bastante trabalho", afirma Jonatan.

Reforçado, o Azulão já anunciou a chegada do zagueiro João Farinello e do meia Bady. Nos próximos dias, a equipe do ABC paulista promete anunciar mais reforços. O São Caetano foi a primeira equipe a se reapresentar para a Copa Paulista e segue com a mesma comissão técnica da Série A2, liderada pelo treinador Axel.

São Caetano inicia preparação para Copa Paulista em dois períodos

De volta aos trabalhos desde a última segunda-feira, o São Caetano mostrou que não tem tempo a perder e início os trabalhos com muita intensidade e em dois períodos, todos coordenados pela comissão técnica com supervisão da preparação física e fisiologia. Além dos treinamentos, o time do ABC, como de praxe, realizou avaliações físicas e cardiológicas.

LEIA TAMBÉM
Partidas da Série A2 contabilizaram quase oito milhões de acessos no YouTube

"Pela manhã realizaram um trabalho junto com a fisiologia de potência de membro inferior, saltos unilaterais e avaliação funcional. No período da tarde um trabalho de prevenção de lesão na academia e no campo com movimentos de resistência aeróbica e corridas contínuas. É um trabalho inicial mais de adaptação", explicou o Edson Sanguinete, preparador físico do Azulão.