Saiba quanto o XV de Piracicaba embolsou com a venda de Erison ao Botafogo

Ex-executivo de futebol do XV de Piracicaba, Marco Gama explicou em entrevista ao Escanteio SP como foi feita a venda de Erison ao Botafogo

Cria do XV de Piracicaba, Erison foi vendido ao Botafogo em janeiro deste ano e chegou ao clube de General Severiano com um status de ‘desconhecido’ após uma boa Série B do Campeonato Brasileiro pelo Brasil de Pelotas. Depois de quatro meses, o centroavante passou de um jogador pouco conhecido para uma das sensações do futebol brasileiro. 

Ex-executivo de futebol do XV de Piracicaba, Marco Gama explicou como foi feita a negociação com o Botafogo em entrevista ao Escanteio SP. O Nhô Quim conseguiu vender 40% do atleta por cerca de R$ 1,7 milhão e ainda manteve outros 10% de olho em uma futura venda efetuada pelo clube carioca. Essa foi a maior negociação direta da história do XV, superando o goleiro Mateus Pasinato, vendido ao Moreirense, de Portugal, por R$ 1,47 milhão em junho de 2020. 

“O Erison era um atleta que estava no grupo da Copa Paulista (de 2021), mas nós entendíamos que pelo potencial dele era importante ter essa rodagem a nível nacional. Nós buscamos alguns clubes de Série C e Série B e houve um aceite por parte do Brasil de Pelotas. E aí o Erison fez tudo aquilo que a gente pôde acompanhar no Brasil de Pelotas”, disse Gama.

“A partir disso, entrou novamente esse trabalho entre clube e empresário para que buscássemos no mercado uma opção que o XV pudesse monetizar. A ideia de retorno financeiro era importantíssima para o XV naquele momento e o clube tinha apenas  50% dos direitos econômicos do atleta. Junto com o empresário do Erison, nós trouxemos algumas opções de clubes da Europa e da Ásia, muitas consultas de clubes do Brasil e acabamos chegando a um desfecho com o Botafogo”, acrescentou. 

▶️ Inscreva-se no canal do ESCANTEIO SP no YouTube: Escanteio SP

Marco Gama exaltou o futebol praticado por Erison, mas não escondeu que ficou surpreso com o rendimento do ‘El Toro’ no Botafogo. Em 19 jogos pelo time carioca, o centroavante de 23 anos tem 12 gols e três assistências. Pelo Brasileirão, são quatro gols e uma assistência em seis jogos. 

“No primeiro momento, confidencio que não esperava esse sucesso meteórico do Erison, mas é muito bacana ver um atleta saindo do XV de Piracicaba e brilhando no maior nível do futebol brasileiro”, disse. 

Pensando em uma possível venda no futuro, o XV de Piracicaba pode embolsar mais do que os 10% dos direitos econômicos, já que ainda teria acesso a uma pequena porcentagem pelo mecanismo de solidariedade. Erison chegou ao Nhô Quim em 2017, com apenas 18 anos.