A um empate do acesso, Sérgio Soares analisa reposições de Eduardo Diniz e torce pelo retorno de Luis Ricardo

A vitória, fora de casa, contra o Rio Claro pela partida de ida das semifinais da Série A2, deu uma vantagem para a Portuguesa na partida decisiva do próximo sábado no Estádio do Canindé. Se empatar, a Lusa vai conquistar o acesso para a elite do futebol paulista depois de seis anos longe.

No entanto, o treinador Sérgio Soares tem alguns problemas para lidar nessa semana de trabalho. O primeiro deles é o lateral-direito Luis Ricardo, titular e um dos líderes do elenco, que está contundido e não jogou a partida de ida da semifinal. Sua presença na volta ainda é questionável, mas deve acontecer.

“O Luis, a gente está aguardando. O departamento médico vai nos dar uma posição, tomara que o Luis esteja de volta, é muito importante que todos estejam à disposição. A gente viu o Luizão Silva, que teve uma lesão contra o São Caetano, estava quase fora e hoje entrou no jogo, então gostamos de contar com todos, mas tem que aguardar”, disse o treinador da Lusa.

Apostador? Assine o Escanteio SP e receba relatórios das Séries A2 e A3 do Paulista

Outro problema, dessa vez certo, é que o time não terá à disposição o lateral-esquerdo Eduardo Diniz, expulso após entrada dura no adversário. Sérgio Soares disse que vai analisar a situação e aponta dois candidatos para repor o titular.

“Em relação ao Eduardo, tem a volta do Luis, a gente pode colocar o Railan do lado [esquerdo], tem o Carlos Henrique, que é da posição. É pensar durante a semana, trabalhar, mas com certeza vai entrar gente que vai dar resposta. Claro que sentimos a ausência do Edu, que vem fazendo um bom papel ao longo da nossa jornada, mas eu digo sempre o seguinte: não podemos ficar focado no problema, temos que pensar na solução. Já aconteceu e é o que vamos procurar fazer”, concluiu o comandante rubro-verde.

A decisão do acesso está marcada para o próximo sábado, às 16h (horário de Brasília), no Estádio do Canindé.