SC Atibaia oficializa mudança para Leme e trocará de nome

Após 15 temporadas, o Sport Club Atibaia deixará oficialmente a cidade em que foi fundado. Nesta segunda-feira (29), o presidente Alexandre Barbosa confirmou em pronunciamento que o clube será transferido de forma definitiva para Leme, a cerca de 160 quilômetros de Atibaia.

A mudança ocorre a menos de dois meses do início do Campeonato Paulista Série A2, com início marcado para o dia 26 de janeiro. O clube, que mudará seu nome, hino e cores e deverá se chamar Lemense, inicia a campanha fora de casa enfrentando o Juventus em São Paulo.

+ Apoie o Escanteio SP e receba indicações de apostas em competições do futebol paulista

"Já fazem alguns anos que estamos pensando como fazer essa reestruturação. É muito difícil achar uma cidade com estádio que comporte uma capacidade de Série A1, que é o nosso objetivo. Tentei mudar o regulamento, mas eles não vão mudar para não privilegiar ninguém. Buscamos uma cidade que não tenha mais clube de futebol e onde possamos fazer o nosso trabalho, com respaldo do poder público e empresários", disse Alexandre Barbosa. 

No último domingo (28), o prefeito de Leme, Claudemir Borges, registrou em suas redes sociais um encontro com Alexandre Barbosa na cidade. O político disse que eles trataram de um 'projeto encantador', mas não deu maiores detalhes.

Sempre na estrada, sempre distante

Desde que subiu para a Série A2 do Paulistão, o Atibaia não jogou uma única vez na cidade que batizava o clube. O regulamento da divisão exige um estádio para pelo menos oito mil pessoas no município, mas o Salvador Russani comporta apenas cerca de 3 mil torcedores.

Com isso, o Falcão se tornou um clube itinerante, mandando jogos em Limeira (Major Levy Sobrinho), Americana (Décio Vitta), Bragança Paulista (Nabi Abi Chedid), Diadema (Distrital do Inamar) e São José dos Campos (Martins Pereira).

Para tentar resolver a questão, Alexandre Barbosa planejava construir um estádio novo em Atibaia. Em julho de 2020, o presidente do clube revelou em primeira mão ao Escanteio SP os planos de erguer a nova casa do Falcão, com capacidade para 10 mil torcedores, até 2022, mas não conseguiu arrecadar o valor de R$ 5 milhões para realizar as obras. 

O clube também tentou a concessão do estádio Salvador Russani e uma parceria público-privada, mas o projeto não foi para frente. Enquanto isso, o clube tinha grandes despesas para mandar seus jogos.

Agora em Leme, o SC Atibaia deve mudar seu nome para Lemense e se tornar o clube da cidade. A equipe mandará seus jogos no Estádio Municipal Bruno Lazzarini, que foi recentemente reformado e tem capacidade para cerca de sete mil torcedores. Com um pequeno acréscimo de sua capacidade, o local poderá receber partidas de Série A1 ou competições nacionais.