Com um a menos, Linense vence o Oeste pela ida das quartas de final da Série A2

1Linense e Oeste se enfrentaram na manhã deste domingo, no Estádio Gilbertão, pelas quartas de final da Série A2 do Campeonato Paulista. Em jogo quente, o Elefante venceu por 1 a 0 com gol de Tássio Paixão no primeiro tempo.

Com esse resultado, o Linense pode jogar pelo empate em Barueri. Em caso de vitória do Oeste por um gol, o confronto será definido nos pênaltis. Se o Rubrão vencer por dois gols de diferença estará classificado para as semifinais da Série A2.

A decisão da vaga para a semifinal fica para a próxima quarta-feira, quando os times duelam na Arena Barueri, às 18h30 (horário de Brasília).

Linense se defende e abre o placar no Gilbertão

Melhor no primeiro tempo, a equipe visitante não ficou com medo da força do Linense em casa e partiu para cima. Criando principalmente pelas laterais e optando por cruzamentos para Popó, o Oeste chegou a ter duas possibilidades de abrir o placar, especialmente com o seu artilheiro. No entanto, o time pecava na hora H e não conseguia balançar as redes.

Já o Linense ficou boa parte da primeira etapa preso a marcação e a linha alta do Oeste. Com dificuldade para trocar passes, o time pouco criou no primeiro tempo e tentava lançamentos para Jonathan Marino e Matheus Mello.

Contudo, mesmo tendo problemas para criar, o Elefante foi chegando aos poucos e conseguiu abrir o placar aos 34 minutos com Tássio Paixão, após escanteio cobrado por Matheus Mello. O volante do Linense subiu mais alto que a marcação e cabeceou no canto do goleiro Fernando Henrique.

Oeste tem gol anulado, acerta a trave, fica com a mais, mas não consegue o empate

Na volta dos vestiários, o Linense mudou um pouco o roteiro da primeira etapa e começou com mais ímpeto, obrigando o goleiro Fernando Henrique a fazer uma excelente defesa no chute de Jonathan Marino.

Com o decorrer do tempo, a partida foi ficando mais equilibrada, especialmente após o gol anulado do Oeste, por impedimento. E o cenário mudou completamente aos 22 minutos, quando Almir deixou o braço em Bruno Lopes e foi expulso direto.

Com um a mais, o Rubrão partiu para cima e começou a empilhar chances de gols. Algumas eram desperdiçadas pelos atacantes e outras o goleiro Dalton aparecia bem para impedir o empate.