Clubes e FPF definem que A2 será finalizada em campo

Com a Série A2 parada há mais de um mês por conta da pandemia de Covid-19, a Federação Paulista de Futebol e os clubes decidiram em unanimidade retomar a competição assim que a situação permitir.

Em videoconferência realizada nesta quinta-feira, clubes e Federação decidiram que o campeonato poderá ter portões fechados quando retornar. Além disso, as partidas terão um protocolo de segurança que será criado pela FPF.

Para facilitar a inevitável reformulação dos elencos para a retomada da A2, a Federação se propôs a estudar a possibilidade de inscrição de jogadores da base que não preencham os requisitos para estar na Lista B (ter nascido de 1999 em diante, estar no clube há pelo menos um ano e ter disputado uma competição de base pelo clube).

Participaram da reunião representantes de todos os 16 clubes da Série A2, sendo a maioria os presidentes. As exceções foram o São Caetano, que participou da videoconferência com o executivo de futebol Paulo Pelaipe, e o Audax, representado pelo diretor executivo Gustavo Teixeira.

Veja a seguir a nota da FPF

A Federação Paulista de Futebol e os Clubes do Campeonato Paulista Série A2 – 2020, em reunião virtual realizada nesta quinta-feira, 16 de abril de 2020, por unanimidade, chegaram ao seguinte entendimento sobre a situação atual provocada pelo COVID-19:

- Respeitando os milhões de torcedores, os parceiros comerciais dos clubes e da competição e ao Grupo Globo, detentor dos direitos de transmissão, o Campeonato Paulista Série A2 – 2020 será concluído em campo, conforme estabelece o regulamento da competição;

- Devido ao cenário de Pandemia, não foi definida nenhuma data para a retomada, que somente será acordada em nova videoconferência a ser agendada, seguindo as determinações das autoridades públicas de saúde;

- Os jogos poderão ser realizados inicialmente com portões fechados, evitando qualquer risco de aglomerações;

- O Campeonato cumprirá a Lei Pelé, o Estatuto do Torcedor e a Legislação geral vigente, bem como, o estatuto da Federação Paulista de Futebol e os regulamentos geral e específico da competição;

- A pedido dos clubes, para a conclusão do Campeonato, os Departamentos de Competições, Registro e Jurídico da FPF estudarão a possibilidade de inscrição de atletas de base que não se enquadrem nos critérios da Lista B já previstos;

- A Comissão Médica da FPF está trabalhando no desenvolvimento de um protocolo de segurança, que proteja a saúde e integridade de todos os envolvidos nos jogos.

A FPF e os clubes do Campeonato Paulista – Série A2 entendem que as dificuldades de organização de datas e a possibilidade de realização de jogos com portões fechados geram consequências comerciais e técnicas negativas para todos. No entanto, prevaleceu a convicção de todos de que a priorização da saúde e da segurança dos milhares de profissionais envolvidos no futebol se faz necessária nesse momento, e é o princípio que guiará todas as nossas decisões.

Participantes da Videoconferência:

Reinaldo Carneiro Bastos – Presidente FPF;
Fernando Enes Solleiro – Vice-Presidente FPF;
Mauro Silva – Vice-Presidente FPF;
Luis Antonio Martinez Vidal - Vice-Presidente FPF;
Gustavo Delbin - Vice-Presidente de Registro, Transferências e Licenciamentos FPF;
Mislaine Scarelli - Vice-Presidente de Gestão Corporativa FPF;
Emerson Piovesan – Vice-Presidente de Finanças FPF;
Moisés Cohen – Presidente do Comitê Médico FPF;
Fernando Mello – Vice-Presidente de Comunicação e Marketing FPF;
Bernardo Itri – Diretor de Comunicação FPF;
Cristina Abreu – Diretora de Competições FPF;
Ana Paula Oliveira – Presidente da Comissão Estatual de Arbitragem FPF;
Ednilson Corona – Membro da Comissão Estadual de Arbitragem FPF;
Aline Pellegrino – Diretora de Futebol Feminino FPF;
Renato Almeida – Diretor de Integração com Altetas;
André Sica – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Alexandre Pássaro Filho – Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Cristiano Caús - Membro Comissão de Assuntos Jurídicos;
Antonio Carlos de Abreu Ribeiro – Presidente da AA Portuguesa Santista;
Paulo Pelaipe - Executivo de Futebol do AD São Caetano;
Antonio Carlos Castanheira – Presidente da Associação Portuguesa de Desportos;
Marcelo Fávero C Oliveira – Presidente do Atlético Monte Azul;
Antonio Ruiz Gonzalez – Presidente do CA Juventus;
Nilso Moreira – Presidente em Exercício do CA Penapolense;
Marcello Arenas Stringari – Presidente do CA Votuporanguense;
Márcio Rogério Dias – Presidente do EC São Bento;
Gilson D.R. Agostinho – Presidente do EC Taubaté;
Arnaldo A Bortoletto – Presidente do EC XV de Piracicaba;
Gustavo Teixeira – Diretor Executivo do Grêmio Osasco Audax;
Thiago Roberto Scuro – Presidente do Red Bull Fut E Entretenimento Ltda;
Dayvid Moreira Medeiros – Presidente do Rio Claro FC;
Antônio Moreno Neto – Presidente do São Bernardo FC;
Antônio A do Savegnago – Presidente do Sertãozinho FC;
Alexandre M. Barbosa – Presidente do SC Atibaia.