XV de Piracicaba: informações e pelo que deve brigar na Copa Paulista

Pela primeira vez em muito tempo, XV de Piracicaba não entrará na Copa Paulista como um dos candidatos ao título

Eliminado nas quartas de final da Série A2 com uma goleada acachapante para o São Bento, o XV de Piracicaba chega para a Copa Paulista bastante reformulado e, depois de muitos anos, não figura entre os principais elencos da competição.

Após o estadual, o XV de Piracicaba trocou toda sua direção e anunciou a saída do técnico Roberto Cavalo. Cléber Gaúcho, velho conhecido do torcedor do Nhô Quim, foi o escolhido para comandar a equipe. Douglas Pimenta assumiu o cargo de gestor e retornou ao clube depois de três anos.

O elenco foi praticamente todo reformulado e seguiu uma linha de contratações bem diferente em relação aos últimos anos. O XV de Piracicaba decidiu formar um time com jogadores jovens de potencial, contratações ‘baratas’ e deve dar espaço para atletas formados no próprio clube. A aparente ideia é economizar de olho na montagem do elenco para a Série A2 do ano que vem, que terá Novorizontino e Ponte Preta, clubes que disputam a Série B do Brasileiro e têm bom poderio financeiro.

LEIA TAMBÉM
Presidente do São Caetano é acusado de chefiar grupo que lavou R$ 500 milhões e torturava camelôs

Das contratações realizadas, a principal delas é o zagueiro Guilherme Souza. Ele foi um dos destaques do Lemense na Série A2. Lucas Duni também chega como um bom nome para o ataque. Dos reforços mais jovens, Guilherme Truyts é um jogador para ficar de olho. Ele fez uma ótima Série A3 com o Barretos.

Elenco do XV de Piracicaba para a Copa Paulista

Goleiros: Gabriel Coutinho (permanência), Michel (permanência) e Wellington (Manauara EC)
Laterais: Lucas Santos (Ponte Preta), David (Varginha-MG), Enzo (base) e Rubens Carvalho (Marcílio Dias-SC)
Zagueiros: Guilherme Truyts (Barretos), João Maistro (permanência) e Guilherme Souza (Lemense)
Volantes: Samuel Andrade (Votuporanguense), Felipe Benedetti (permanência), João Pedro (permanência), Grigor (permanência) e Mika (permanência)
Meias: Vitor Braga (Sanjoanense-POR), Felipe Benedetti (permanência), Serginho (base) e Matheus Martins (Aruko-PR)
Atacantes: Igor (KF Shkendija 79-MAC), Rafael Santana (Capivariano), Lucas Duni (Velo Clube), Diego Lanzarini (base), Guilherme Gama (base) e Maikon Aquino (Costa Rica-MS)

Possível escalação

Pelo que o XV de Piracicaba deve brigar

Pela primeira vez em muitas temporadas, o XV de Piracicaba não entra em uma competição com ‘status’ de candidato ao título. Com um elenco jovem e poucos jogadores de destaque recente, o Nhô Quim aparece como azarão diante de equipes melhores, como a Portuguesa, que manteve boa parte do elenco campeão da Série A2, ou Comercial e Noroeste, finalistas da Série A3 e que seguem com a mesma base.

Por sorte, os rivais do Grupo 2 também não montaram equipes consideradas candidatas ao título. São Bento, Desportivo Brasil e Lemense possuem times com qualidade semelhante ao do Nhô Quim. Da chave, apenas o Primavera conseguiu manter jogadores importantes e ainda realizar boas contratações, enquanto o Rio Claro pode surpreender com um time de jovens destaques e alguns remanescentes. Deste modo, o XV de Piracicaba tem condições de buscar a classificação e, a partir das quartas de final, surpreender clubes tidos como favoritos.

+ Quer receber relatórios para apostas na Copa Paulista e na Segunda Divisão? Envie um e-mail para [email protected]

▶️ Inscreva-se no canal do ESCANTEIO SP no YouTube